domingo, 6 de janeiro de 2008

Uma passadinha ali no chinês...

Ou melhor dizendo:

Da invasão chinesa... nos mínimos espaços...


Já que a China tem se esforçado tanto como vimos para melhorar a qualidade de vida das mulheres tibetanas, vamos ver as coisas que acontecem com as mulheres chinesas...

O MESMÍSSIMO PAÍS DE ONDE SE IMPORTAM
BOA PARTE DAS TERAPIAS ALTERNATIVAS
DAS TIAS DO MUNDO OCIDENTAL
PSEUDO-DESENVOLVIDO...



Mulheres Trabalhadoras Chinesas em Revolta(2006)
por Huang Xin


Nas altamente automatizadas linhas de montagem chinesas,
os capitalistas preferem usar trabalho feminino
e mesmo infantil.
Isso é devido ao custo muito maior do trabalho masculino,
que é usado principalmente para realizar tarefas técnicas.
Ano passado na cidade de Dongguan,
na provincial de Guangdong,
houve uma rebelião entre os trabalhadores
de uma fábrica de sapatos onde se poderia
ver que apenas 20% deles eram homens,
e onde a maioria das mulheres trabalhadoras
não tinham mais de 18 anos.
Na rebelião, elas agiram como as organizadoras.
Elas arrastaram os 20% de homens com elas.
Sua derrota foi devida apenas ao fato de que
elas não tinham uma perspectiva política explícita.
Foi pura revolta.
Elas são jóvens e ricas em espírito de rebelião,
essas jóvens mulheres trabalhadoras,
que sofrem a mais miserável opressão!
As mulheres na China não tem um status igual,
e desde a ’reforma e abertura política’
começada 25 anos atrás a posição delas
tem piorado dramaticamente.
Agora a prostituição é legalizada de fato.
Há exércitos de prostitutas
6 milhões de acordo com o governo –
sob o controle do crime organizado.
No interior, frequentemente as mulheres e crianças
não podem comer uma refeição junto com os homens.
Elas fazem o árduo serviço de casa,
seu direito à educação está sendo tomado
– elas são apenas máquinas de gerar crianças.
MAS SEM LIBERDADE DE ESCOLHA...


Forçado controle de natalidade

A mais brutal característica da
vida da mulher na China
é a reafirmação da família patriarcal
pelos métodos stalinistas.
A política de controle de natalidade significa
que as famílias urbanas estão limitadas a ter um filho
e as famílias rurais a duas
se a primeira for uma menina.
Esta política é reforçada por uma variedade de métodos
brutais, incluindo abortos forçados.
O uso freqüente do aparelho intra-uterino (DIU)
– o ’rolo’ – leva a uma variedade de problemas
inclusive inflamações ginecológicas
e mesmo câncer.
A máxima penalidade para a violação
das leis de controle da natalidade é a
perda da fazenda e mesmo a perda da habitação.
Esse é o mais impressionante dos crimes humanos!
Algumas famílias abastadas podem

dar ao governo local um suborno
para contornar estas leis.
Usando ultra-sons, mulheres são forçadas
a produzir um embrião macho,
na idéia de que o homem é o mestre de toda comunidade;
um menino irá continuar,
proteger o nome da família,
sua continuidade.
Isso por causa das necessidades da propriedade
“para ser passada de geração em geração”.
Portanto as mulheres precisam quebrar
um sistema que encoraja o
pensamento patriarcal e feudal;
dar à luz a um menino ou menina
precisa ser a mesma coisa!
Este fato é uma condenação do
Partido Comunista Chinês.

A mulher está na última escala social.
Seu papel é apenas engravidar
e fazer o trabalho doméstico para o homem,
assim como fornecer mão-de-obra barata
nos campos e fábricas.
Elas podem ser forçadas a vender seu corpo,
assim como pagar dívidas familiares pelo trabalho,
e algumas vezes são mesmo
vendidas
por parentes a gangues criminosas.
A vitória da classe trabalhadora irá
colocar um fim a estas injustiças,
e com as idéias do verdadeiro socialismo
destruir o decadente sistema patriarcal chinês!
Precisamos aspirar pelo socialismo
e libertação das mulheres para eliminar
estas relíquias de classe e o pensamento patriarcal.
Para preservar o meio ambiente,
para devolver à Terra e
à outros seres vivos o direito à existência,
uma sociedade democrática das trabalhadoras e
dos trabalhadores é necessária!

APESAR DE TODA REPRESSÃO
AS MULHERES SEMPRE REAGEM
QUEM TEM ÚTERO NÃO TEM MEDO...
QUEM TEM ÚTERO
DEFENDE A VIDA!!!
E AVIDA NUNCA MORRE...
UM DIA TODA VIOLÊNCIA CESSARÁ
E A VIDA SERÁ PLENA
E ABUNDANTE PARA HOMENS E MULHERES
ENERGIA FLUÍDE DO BEM
SEM SEXISMOS...


Artigos e foto blogueados dos sites:

3 comentários:

Marian disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Marian disse...

A china lidera o clima de "atentados ao direito à vida" infelizmente. Embora a compressão dos pés já não seja praticada (que aberração!) na china -e india, é fácil encontrar a pretensão de abortar e mesmo matar fetos/recem-nascidos se forem... meninas! E porque suprema estupidez não verão que dentro de uma geração terão um grave desiquilibrio demográfico?! Alem de que as pessoas são uma força de trabalho explorado muito para alem dos seus limites naturais.
Quanto aos animais o clima é de fazer inveja aos praticantes do holocausto nazi:
http://holocaustoanimalbrazil.blogspot.com/2006/02/carta-ao-pres.html

http://www.havesometea.net/MadTeaParty/archives/category/holocausto-animal-ajude

http://relicariolsl.blogspot.com/2006/02/vamos-proteger-os-animais_113901959293564425.html

Esta é a brutal realidade tambem praticada com animais que sentem, sofrem e tem emoçoes e afinidade com o ser humano -mas com um pequeno azar: estão na china!

Lealdade Feminina disse...

Pois é Marain... o próximo post é exatamente sobre a Índia... estou chocada pq nem eu nunca pensei que as coisas estavam nesse ponto... Como a gente vive fora da realidade, preocuapada com coisas superficiais, e essas barbaridades acontecendo aqui no mesmo planeta... depois da Índia vem o leste europeu, os países árabes e a américa latina... Esse apanhado de histórias de mulheres do mundo todo, foi mesmo uma boa idéia... pois nos dá uma dimensão do que deve ser a LF... ontem na reunião debatemos o assunto...